Instagram

Resenha : A ilha dos dissidentes


To pra fazer essa resenha a énions mas cadê que a dona Rebeca toma coragem? O ilha dos dissidentes tá na lista dos meus queridinhos a um booooom tempo, e não me arrependo nadinha de ter lido. Ele é sem duvida alguma uma das melhores distopias que eu já li, juntando duas coisas que eu amo : Pessoas com poderes especiais e uma protagonista de peso. 

Em um mundo onde a guerra dura anos, Sybil Varuna é uma das poucas moradoras órfãs de Kali a serem escolhidas para viver em uma comunidade longe da zona de guerra, mas tudo muda quando seu navio, Titanic III naufraga e Sybil é a única sobrevivente. Ela (e o governo) descobre que faz parte de uma comunidade a parte da sociedade, ela é uma anômala, pessoas com poderes e habilidades especiais que vivem aparte da sociedade, mas que levam uma vida boa e aparentemente calma. Ela então é designada a uma família adotiva que a trata como filha, e dentre todos os perigos que vivia na zona de guerra, segurança e comida boa parece ser tudo que ela mais poderia desejar, mas não demora muito para ela descobrir que nem tudo é o que parece, e que o governo faz muito mais do que taxar e classificar os anômalos. 

A ilha dos dissidentes é o primeiro livro da trilogia anômalos, de Bárbara Morais, foi um dos poucos livros que conseguiu me prender completamente, terminei em menos de dois dias a leitura e fiquei com aquele gostinho insuportável de quero mais na boca. O enredo é perfeito, o desenvolvimento da trama mais ainda, e os personagens vão muito além do apaixonante. A nova família de Sybil é um amor, e nela você vai descobrir coisas que nunca poderia imaginar. Não posso dizer que no livro teve um romance leve por que... Não teve romance nenhum, talvez alguns vestígios de afeição entre um personagem e outro, mas as cenas de ação compensam a falta de romance. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blog da Beca - 2016. Programação por : Beautée Store. Tecnologia do Blogger. Subindo... imagem-logo